31 de out de 2013

Homenagem - Carlos Drummond de Andrade

Se ainda caminhasse por este mundo, o poeta Carlos Drummond de Andrade estaria completando hoje 111 anos de idade!

Nascido em 31 de outubro de 1902, na cidade mineira Itabira, Drummond veio a falacer em 17 de agosto de 1987, aqui no Rio de Janeiro, aos 85 anos.

Maior expoente da poesia brasileira, Drummond deixou como legado uma vasta obra literária que incluí poesias, antologias poéticas, infantis e prosas.

Foi imortalizado por suas obras, mas também na cédula de 50 cruzados novos e em duas esculturas, sendo uma em Porto Alegre e outra em Copacabana. 


À Noite Dissolve os Homens

A noite desceu. Que noite!
Já não enxergo meus irmãos.
E nem tão pouco os rumores que outrora me perturbavam.

A noite desceu. Nas casas, nas ruas onde se combate,
nos campos desfalecidos, a noite espalhou o medo e a total incompreensão.
A noite caiu. Tremenda, sem esperança...
Os suspiros acusam a presença negra que paralisa os guerreiros.

E o amor não abre caminho na noite.
A noite é mortal, completa, sem reticências,
a noite dissolve os homens, diz que é inútil sofrer,
a noite dissolve as pátrias, apagou os almirantes cintilantes!
nas suas fardas.

A noite anoiteceu tudo... O mundo não tem remédio...
Os suicidas tinham razão.

Aurora, entretanto eu te diviso,
ainda tímida, inexperiente das luzes que vais ascender
e dos bens que repartirás com todos os homens.

Sob o úmido véu de raivas, queixas e humilhações,
adivinho-te que sobes,
vapor róseo, expulsando a treva noturna.

O triste mundo fascista se decompõe ao contato de teus dedos,
teus dedos frios, que ainda se não modelaram mas que avançam
na escuridão
como um sinal verde e peremptório.

Minha fadiga encontrará em ti o seu termo,
minha carne estremece na certeza de tua vinda.

O suor é um óleo suave, as mãos dos sobreviventes
se enlaçam,
os corpos hirtos adquirem uma fluidez, uma inocência, um perdão
simples e macio...

Havemos de amanhecer.
O mundo se tinge com as tintas da antemanhã
e o sangue que escorre é doce, de tão necessário
para colorir tuas pálidas faces, aurora. 
 
 

Um comentário:

camila disse...

Oi Pat, adorei a homenagem que fez ^^
bom saber um pouco mais..

beijos Mila
http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...