29 de abr de 2016

Altar Doméstico

Do blog Atelier da Reforma -  https://atelierdareforma.wordpress.com/

O toque da terra é um ato divino - Salve,
O toque da terra é um ato divino - Salve,
O toque da terra é um ato divino - Salve,
Eu cheguei lá - Salve,
O toque da terra é um ato divino - Salve.

O cavar a terra é um ato divino - Salve,
O cavar a terra é um ato divino - Salve,
O cavar a terra é um ato divino - Salve,
Eu cheguei lá - Salve,
O cavar a terra é um ato divino - Salve.

                                                                                   Osage, "Canto da Vigília"


Podemos considerar o Altar Doméstico como parte integrante da decoração de ambiente, embora ele vá muito, muito além disso. O Altar Doméstico é a materialização da devoção pessoal, um instrumento que auxilia a direcionar a fé e um local de ancoragem de energias espirituais.

Mas o que vem a ser um "Altar Doméstico"?

Você sabe, só que talvez não tenha ainda se dado conta disso. O Altar Doméstico faz parte da Humanidade desde que ela começou a compreender que havia um mundo em separado do mundo material em que está imersa, embora essa separação seja apenas na questão material mesmo, pois para aqueles que comungam com o Cosmos, buscam a Deus e divindades, este mundo sagrado está dentro dele, sempre com ele.

Então, desde que a Humanidade é Humanidade, o ser humano determinou locais para suas devoções, cultos, sacrifícios, oblações. Se a princípio esses lugares eram apenas na natureza, chegou em um momento da evolução humana que esses locais foram colocados para dentro das moradias. Afinal, não há local mais sagrado para um ser humano que o seu próprio Lar. Nenhum templo, igreja, áreas naturais é tão sagrado quanto o Lar - ou pelo menos deveria assim o ser para a maioria das pessoas. O Lar não é apenas moradia e abrigo, mas é templo, é santuário, é fortaleza, é castelo.

Sabendo disso e se puxar pela memória, você se lembrará de já ter estado numa casa em que viu uma singela bíblia aberta sobre um móvel, ou mesmo um cantinho decorado com algumas imagens de santos, ou em algum suporte suspenso com algumas imagens e quadros de santos, geralmente sobre a porta de entrada e, algumas vezes, até mesmo do lado de fora da casa. Pois, então, todos esses cantinhos singelos, com seus objetos religiosos, não são meramente decorativos, mas verdadeiros Altares Domésticos, embora até mesmo as pessoas da casa não tenham se dado conta disso, mesmo que sempre pare diante deles, diariamente, para alguma oração ou reflexão.

Os Altares não são propriedades das igrejas e não há Lei humana ou divina que impeça alguém de trazer para dentro de sua casa um canto para sua devoção.

Altares Domésticos servem, assim como os de templos e igrejas, de pontos de ancoragem de energias espirituais, chamando a atenção do devoto e lhe auxiliando na conexão com Deus, divindades, Cosmos, o Todo. Como ainda estamos muito aquém da evolução humana em que sequer precisaremos do pensamento, em que estaremos conectados o tempo todo com Deus, precisamos de artifícios para nos auxiliarem no exercício da Fé, seja esse artifício um livro de papel, uma imagem de gesso, uma vela acesa ou mesmo as palavras - verbais ou mentais - traduzindo o sentimento em oração. Pois da mesma forma que uma senhorinha precisa de uma imagem de resina de Nossa Senhora para lhe auxiliar na conexão com Deus, o devoto que se acha muito evoluído apenas porque não usa imagens, precisa das palavras para se comunicar com Deus. E as palavras, e mesmo o ato de falar (seja verbalmente, seja mentalmente), TAMBÉM É um artifício do Espírito que ainda está numa escala evolutiva que não lhe permita estar plenamente conectado com o Todo e nem consegue fluir seus sentimentos sem o uso da palavra e do pensamento.

Sim, a evolução na comunicação não será de pensamento para pensamento, por telepatia, mas de sentimento para sentimento, pelo Amor.

Portanto, nada de condenar o irmão que mantém uma imagem de barro em casa, que acende uma velinha para o Anjo da Guarda, que acredita na Bíblia como fonte absoluta da Verdade. Tudo é ponto verdadeiro das diferentes etapas da Grande Caminhada.

Voltando ao Altar, agora que você já se lembrou de todos os "cantinhos ecumênicos" que já viu por aí na casa da família, de amigos, em fotos na internet ou qualquer outra mídia, saiba que você também pode montar, em sua moradia, um local em que se sentirá mais à vontade para direcionar as suas energias espirituais, que te auxiliará na conexão com O Todo.

E a partir desta postagem, trarei várias ideias e dicas para você montar o seu próprio Altar Doméstico. E essa ideia é tão simples e tão livre, que não precisa ficar engessado a um só tipo, como uma mesinha com imagens ou com a Bíblia: um Altar Doméstico ou Pessoal pode ser montado aonde você quiser, aonde mais te faz sentir bem. Tanto pode ser em um quarto especialmente para esse fim, quanto em um cantinho no jardim e - o mais interessante - até dentro de uma caixinha para carregar na bolsa e um colar com medalhas que farão a vez das imagens! Sim, isso mesmo, você terá um Altar Pessoal portátil! E é provável que até o já tenha, mas... ainda não se deu conta disso! Afinal, um cordãozinho com medalha não deixa de ser também um pequeno Altar.

Como pode perceber pela imagem que ilustra essa postagem, ali há quatro versões de altares, para quatro crenças diferentes. O Altar não é exclusividade de nenhuma religião ou crença. É um desejo pessoal daquele que quer materializar sua devoção como uma forma de agradecimento e de dizer o quanto ama as suas divindades e a Deus.

Há muita coisa legal para passar e, aos poucos, irei fazendo, inclusive mostrando os meus altares particulares e de amigos também, além de altares provisórios, montados exclusivamente para prestar uma homenagem a alguém ou alguma divindade em datas específicas.

Para encerrar, vale lembrar que não apenas divindades fazem parte dos Altares. Orientais montam altares para seus ancestrais, para as pessoas queridas. E também podemos montar altares para animais de estimação, para Elementais, para os Elementos (Ar, Água, Fogo, Terra)... não há, de forma alguma, qualquer restrição a isso.

Se tudo isso nos conecta a Deus, então tudo bom, faz bem e é muito válido. 



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...